Skip Navigation Links
O Brasão do Arcanum Arcanorum representa todo o processo de busca e trabalho com o Sagrado Anjo Guardião. A Jornada por dentro de nosso Brasão começa pelo centro, na fagulha divina, perfeita e única que habita cada um de nós. Esta fagulha é representada pela Rosa Rubra dentro da Cruz Dourada.

Desperta a Vontade do buscador de trilhar as sendas do autoconhecimento e o aperfeiçoamento próprio em benefício da humanidade, esta pequena fagulha incandesce e acende as três primeiras pétalas do Lamen Rosacruz, representadas nas três letras mãe hebraicas: Alef, Mem e Shin. Alef representa o sopro divino, Mem as águas primordiais e Shin o fogo que testará o neófito em suas provações. Os três elementos etéreos que, somados à manifestação em Malkuth dada pela encarnação do buscador, completam os Quatro Elementos primordiais da Alquimia.

Do domínio dos Quatro elementos no grau de Zelator, o buscador passa a estudar os Sete Planetas no grau de Theoricus, seu próprio Mapa astral e toda a simbologia contida nas Sete Letras duplas do alfabeto Hebraico. São elas: Resh (o Sol), Gimmel (a Lua), Beit (Mercúrio), Daleth (Vênus), Peh (Marte), Kaph (Júpiter) e Tav (Saturno), cada um com seus mistérios, poderes ocultos e cobranças pessoais no caminho da Luz.

Finalmente, o Praticus estuda as doze letras simples, que perfazem o terceiro arco de pétalas da rosa cruz hermética, estudando o Tarot, os Anjos Cabalísticos e as esferas Superiores. São Elas Heh (áries), Vav (Touro), Zain (Gêmeos), Cheth (Câncer), Teth (Leão), Yod (Virgo), lamed (Libra), Nun (Scorpio), Samekh (Sagitario), Ayin (Capricórnio), Tzaddi (Aquário) e Qof (Peixes). A Rosa Rubra agora se torna a Rosa Multicolorida e a Cruz Dourada se manifesta em Malkuth através da cruz formada pelas Quatro Torres de Vigília.

A Cruz exterior representa o Trabalho do Iniciado em sua Grande Obra, através da Alquimia, tanto interna quanto externa, e a união de cada um dos membros da fraternidade. Ao redor de cada cruz, Sete Estrelas representando os Sete Orixás que protegem nossa Ordem nos mundos invisíveis. Texto de Marcelo Del Debbio.


   
Copyright © 2017 Maçonaria Virtual